A lei 11.101/2005, que trata da recuperação judicial, veio a substituir a antiga lei de concordatas e falências, datada de 1945.

A principal diferença é que esta lei contempla prioritariamente a negociação entre credores e devedores, com total flexibilidade e liberdade de decisão.

Porém, é fundamental que tanto a apresentação do plano de recuperação judicial, exigido no artigo 53 da lei, como a estratégia de negociação com os credores visando a sua aprovação na assembléia, sejam desenvolvidas de maneira extremamente profissional e técnica.

O pioneirismo da HSA na atuação em recuperações judiciais de extrema complexidade permite que se busquem soluções e condições diferenciadas, visando a preservação patrimonial e empresarial de seus clientes.

Com as mesmas ferramentas utilizadas na reestruturação administrativa de passivos, a HSA elabora a análise individual dos débitos, com a finalidade de identificar potencialidades para a redução dos valores pretendidos.

Ainda busca, através de ferramentas próprias, identificar os credores considerados estratégicos para o desenvolvimento dos negócios e fundamentais para a aprovação do plano na assembléia de credores.

A análise e elaboração do fluxo de caixa projetado, com as novas condições da empresa, é uma das principais ferramentas utilizadas no plano de recuperação judicial.

Para atingir os objetivos, a HSA elabora o plano de recuperação judicial, negocia com os credores, planeja e coordena a atuação da empresa na assembléia de credores.

A criatividade e fundamentação técnica permitem que a HSA encontre soluções inovadoras para planos de recuperação judicial, que resultam na forte e sólida recuperação financeira e patrimonial da empresa.

Rua Comendador Araújo, 143 cj. 172 - CEP 80420-900 - Curitiba - PR - Fone/Fax (41)3322-7992